O mau hálito ou halitose, é um sintoma decorrente de algum desequilíbrio no organismo, podendo ter origem bucal ou extra-bucal. Portanto, pode ser decorrente de doenças sistêmicas ou localizadas.

As causas bucais são as mais prevalentes, sendo responsáveis por aproximadamente 95% dos casos. Podemos citar a doença periodontal (doenças da gengiva) como o principal motivo na boca, porém a saburra lingual e doenças dentárias também devem ser levadas em consideração.

Os cáseos amigdalianos são também um dos principais motivos de mau hálito bucais (terceira causa mais frequente). São chamadas popularmente de “massinhas”, podendo ser expelidas durante a fala e/ou tosse, provocando desconforto na faringe muitas vezes. Seu nome provém do latim “caseum” que significa queijo e tem um odor extremamente desagradável.

Resultam de restos alimentares acumulados nas criptas amigdalianas associados a descamação epitelial e/ou redução do fluxo salivar. O conteúdo retido na amígdala sofre degradação pelas bactérias naturais da boca ocorrendo a liberação de enxofre em forma de Compostos Sulfurados Voláteis (CSV), que são os principais gases responsáveis pelo mau hálito.

O aumento da descamação epitelial bucal pode ser decorrente de ressecamentos provocados pelo ronco e apneia, uso de aparelhos ortodônticos, uso de enxaguatórios bucais com álcool, ingestão de bebidas alcoólicas entre outras causas. A diminuição do fluxo salivar pode ser decorrente do uso de medicações, pode doenças auto imunes, pouca ingestão de água ou ainda por estresse excessivo.

Dentre as condições e doenças sistêmicas que podem provocar a halitose estão o jejum prolongado, o diabetes não compensado, a hipoglicemia, a ingestão de alimentos odoríferos e alterações hepáticas, renais e intestinais, porém correspondem a cerca de 5% de todos os casos.

Portanto, o mau hálito é uma queixa muito prevalente e nunca deve ser encarada como normal. Ao menor sinal, procure a avaliação e acompanhamento de seu médico para que o diagnóstico ocorra de forma precisa, levando ao correto tratamento e resolução para uma melhor qualidade de vida.

Dr. Lucas Ludwig – Médico Otorrinolaringologista – CREMERS 31.883

Residência Médica em Otorrinolaringologia no Hospital Vera Cruz, Campinas-SP

Especialização em Rinologia na Universidade de Stanford, CA

Veja mais matérias ou marque sua consulta.